CORD
Ombro e Cotovelo

A doença do manguito rotador é uma das causas mais comuns de dor no ombro. 

Acomete, como o próprio nome diz, os músculos e tendões do chamado “manguito rotador”, responsáveis pelos movimentos de rotação e que também auxiliam no movimento de elevação do ombro. 

Atinge, normalmente pessoas à partir de 35-40 anos, porém com a evolução dos exames de ressonância magnética, temos feito o diagnóstico das lesões em estágios cada vez mais precoce. 

Inicialmente o quadro é de uma simples tendinite que se torna recorrente levando ao enfraquecimento e a ruptura progressiva de um ou mais tendões do manguito rotador.

Os sintomas mais comuns são a dor na região do ombro, principalmente durante os movimentos de rotação e com o braço acima do nível do ombro. A dor noturna é muito comum, principalmente aquela dor que acorda o paciente durante a noite, dificultando a retomada do sono, e frequentemente indica lesão de algum dos tendões. 

O tratamento com fisioterapia é fundamental na melhora dos sintomas, e tem o objetivo de fortalecer a musculatura da cintura escapular e estabilizar o movimento do ombro acometido. Novas terapias como a infiltração com agentes biológicos, viscossuplementação com ácido hialurônico, entre outros, são uma alternativa menos invasiva para o tratamento das lesões iniciais do manguito rotador. O tratamento cirúrgico, tem como padrão ouro a videoartroscopia, e é reservado para casos de dor refratária às terapias menos invasivas ou quando estivermos diante de uma ruptura completa de um ou mais tendões do manguito rotador.