CORD
Ombro e Cotovelo

Menos frequente que a artrose do joelho e do quadril, a artrose do ombro acomete mais comumente pacientes acima dos 60 anos. Pode ser consequência de uma grande lesão dos tendões do manguito rotador ou até mesmo de origem primária em virtude do envelhecimento. 

Os principais sintomas são a dor no ombro e a limitação mecânica do movimento, com crepitação e bloqueios ao tentar levantar o braço, levando à incapacidade funcional e a perda da tão sonhada autonomia na terceira idade. 

O tratamento nas fases iniciais é feito com medicações analgésicas e de suplementação da cartilagem, bem como associação com o tratamento fisioterápico. A infiltração com ácido hialurônico tem sido uma boa opção para melhorar os sintomas e retardar a necessidade de cirurgia. Em estágios mais avançados da doença, onde o impacto na qualidade de vida é muito grande, a cirurgia de artroplastia Gleno-umeral, também conhecida como prótese de ombro está indicada para alívio da dor e melhora da função.